Desinformação é o maior obstáculo para realização da cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica é objeto de muitas dúvidas e desinformação por parte dos pacientes obesos e suas famílias. Durante o XIX Congresso Brasileiro de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, o presidente da SBCBM, Caetano Marchesini, chamou a atenção dos profissionais da área para o número de desistência dos pacientes com indicação para tratamento cirúrgico. “Em média, 50% dos pacientes desistem de fazer a cirurgia bariátrica por medo ou por falta de esclarecimento sobre os procedimentos. Nesse contexto, não temos medido esforços para tornar as informações sobre a cirurgia mais esclarecedoras ao paciente e reduzir essa marca”.

Para Marchesini os médicos precisam adotar estratégias e métodos para fornecer uma melhor comunicação entre os profissionais e os pacientes, a fim de esclarecer as dúvidas recorrentes sobre os procedimentos e mostrar os benefícios da cirurgia para seu quadro clínico. 

O cirurgião bariátrico e coordenador do Instituto Baiano de Obesidade, Daniel Proença, acredita que o médico e a equipe multidisciplinar precisam ter um canal de comunicação permanente com o paciente, avaliando as necessidades e individualidade de cada quadro clínico. Além disso, para o especialista a participação da equipe multidisciplinar no tratamento da obesidade é indispensável para um resultado ainda mais satisfatório, saudável, seguro e, principalmente, duradouro. Daniel Proença diz ainda que tem como prática incluir a família durante todo o processo para que ela possa retirar suas dúvidas e apoiar o paciente da melhor forma. 

Especialidades relacionadas

No evento também foi destacado o valor da participação dos médicos das especialidades relacionadas para que possa reduzir essa desinformação. Os cirurgiões bariátricos têm buscado construir melhor relacionamento com as especialidades associadas, como, por exemplo, a cardiologia e a endocrinologia. Muitos avanços têm sido alcançados. Há o estímulo para que os médicos especialistas enviem seus pacientes mais cedo para o cirurgião bariátrico, mostrando a eles que a cirurgia é eficaz. A participação desses profissionais é importante tanto no processo da cirurgia, quanto no acompanhamento pós-operatório.
Editorial, 19.JUNHO.2018 | Postado em Geral
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...