Cuidados com as atividades físicas no verão

O verão é uma época em que as pessoas praticam muitas atividades físicas, principalmente ao ar livre. Mas o sol quente e o calor da estação pedem alguns cuidados, já que a temperatura pode interferir diretamente no desempenho do exercício físico do indivíduo e na sua saúde. O educador físico do Instituto Baiano de Obesidade, Renato Petersen, dá algumas dicas para te ajudar nos resultados.

Quais cuidados as pessoas devem tomar ao praticar exercícios ao ar livre nessa época do ano?
O verão exige alguns cuidados básicos em relação ao sol e ao calor. O mais importante é escolher horários em que a incidência de raios UVA e UVB seja menor (de manhã cedo e/ou final da tarde), lembrando sempre de passar protetor solar e beber bastante água para se hidratar. Para quem está iniciando a atividade física, é necessário ficar sempre atento ao limite de esforço, mantendo-o sempre abaixo da média para não exigir muito do organismo e ir aumentando este limite gradativamente. A água de coco é sempre bem-vinda durante e após a atividade física, pois a mesma é um isotônico natural.

Como o calor pode afetar o desempenho do indivíduo na prática de atividades físicas?
O calor pode interferir diretamente no desempenho, afinal ele é um fator externo que contribui de forma direta no resultado da atividade. Ele promove um maior desgaste físico e, principalmente, uma maior desidratação - por isso é indispensável beber sempre água ou isotônicos durante os exercícios neste período.

Após a cirurgia bariátrica, quando há uma perda de peso rápida, qual o papel dos exercícios? E qual tipo de exercício deve ser feito?
Um paciente bariátrico tem sempre uma perda inicial de peso muito significativa e, com ela, além da perda de gordura há também a perda de massa muscular que pode até mesmo causar sarcopenia (massa muscular em índices abaixo do tolerável) ou reduzir significantemente o metabolismo do paciente pós bariátrico. Portanto, a atividade física que mais se adequa a este quadro é a musculação, pois é nela que o paciente encontrará as melhores respostas fisiológicas para manter a composição corporal em níveis apropriados, mantendo o metabolismo acelerado para que possa atingir os resultados de forma mais eficaz.

Existe horário melhor para se exercitar?
O melhor horário é aquele que se encaixe na rotina da pessoa para que seja sempre prioridade no dia dela e nunca troque por uma desculpa ou outro compromisso.

E a frequência?
Quanto à frequência podemos dizer que existem dois parâmetros:
  • o mínimo, de pelo menos 3 vezes por semana com 1h ao dia;
  • o ideal, que é 6 vezes por semana com 1h ao dia.
O importante é sempre se movimentar e ser orientado por um profissional de educação física, pois ele é capacitado para medir seu nível de atividade, assim como avaliar sua prescrição, limites físicos e resultados.
Editorial, 07.FEVEREIRO.2020 | Postado em Geral
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...