Por que é preciso suspender o café antes e depois da cirurgia bariátrica?

Texto: Genivalda Ferreira – Nutricionista do Instituo Baiano de Obesidade 

Dentre as várias orientações que o paciente recebe durante todo o acompanhamento nutricional para a cirurgia bariátrica, destaca-se a redução da ingestão do café antes do procedimento e a sua suspensão total por um determinado período após a cirurgia. 

Quero trazer neste texto a dificuldade que meus pacientes vêm apresentando em deixar de consumir essa “bendita bebida” (e ponha bendita nisso!). Comprovado pela ciência, o café ou chá que contém cafeína (chá mate, preto, verde, vermelho e branco) apresentam qualificadas funções no organismo, por isso vejamos como elas funcionam na prática dos pacientes que se preparam para a cirurgia bariátrica. 

Antes de mais nada quero deixar claro para os pacientes que se encontram em acompanhamento e os que iniciarão o tratamento para a cirurgia bariátrica, que eu compreendo perfeitamente as perguntas e as expressões de susto durante o atendimento nutricional. Inclusive, meu objetivo aqui é o seguinte: justificar o porquê das suas reações ao receber tal orientação; esclarecer a importância da orientação; e deixar dicas de como cumpri-las sem sentir tanto. Vamos lá?


Parar de beber café? 

O desmame do café é de suma importância, porém, não é tão simples assim.  O café, além de conter propriedade viciante (causando dependência), é uma bebida que se relaciona com nossas necessidades emocionais (na verdade, toda a alimentação tem uma relação sentimental). Sendo então necessário, a redução dela antes da cirurgia a fim de evitar “desconforto por parte do vício” (dor de cabeça, sonolência durante o dia), ou por parte do “sentimento” (irritabilidade, mal humor) após a bariátrica. 

O ideal, é que a suspensão do café ocorra no período de 15 a 30 dias antes da bariátrica.
Após qualquer cirurgia, existe o desconforto do repouso atrelado a algumas limitações, “o pode” e o “não pode” e a ambiente diferente (internação hospitalar entre um a dois dias, no caso da bariátrica). Agora, some isso com a dor de cabeça causada pelo vício e com a falta do cafezinho daquele horário causado pela relação do sentimento. Por isso, seguem dicas para um desmame menos complicado e uma recuperação pós bariátrica sem estresse. 

  •  Inicie reduzindo as quantidades de xícaras durante 10 dias.
    Ex.: se ingerir café pela manhã, tarde e noite (totalizando 3 xicaras/dia), reduza-o para 2 xícaras/dia; depois reduza-o para 1 xícara/dia. 

  • Logo após esses 10 dias, leve 15 dias preparando um café mais ralo (não sendo necessário trocar pelo descafeinado) e, faltando uma semana para a cirurgia, suspenda-o totalmente. Assim, o organismo se adapta gradativamente; ou seja, sem mudanças bruscas. 


Quanto tempo sem café após a bariátrica? 

O café é suspenso totalmente por um certo período, logo após, é liberado (o paciente volta a sua rotina normal quanto a sua ingestão).
O café pode ser totalmente suspenso após a bariátrica, no período de 2 a 3 meses, vai depender de cada paciente. É necessário a suspensão total da bebida por conta do repouso estomacal. O café possui propriedade estimulante do suco gástrico, seu aumento proporciona desconforto, como queimação (azia) e refluxo os quais lesionam a mucosa do esôfago e pode causar úlcera. Nessas circunstâncias, suspendemos o café, para melhoria no repouso estomacal e para otimizar a cicatrização após a cirurgia; logo após, ele é liberado (lembrando que cada paciente deve ser avaliado individualmente). 

Observação importante! Vale ressaltar que as recomendações acima são para pacientes que não apresentam, antes da cirurgia, um histórico de azia, refluxo e gastrite. Para pacientes que já possuem esse histórico, a orientação é diferenciada. 

Em caso de dúvidas, procure um profissional (médico ou nutricionista em bariátrica) que o acompanhe e tire todas as suas dúvidas.


Editorial, 15.ABRIL.2019 | Postado em Geral
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...